Terceirizados do Itamaraty fazem greve de advertência

Aproximadamente 180 funcionários terceirizados do Ministério de Relações Exteriores realizaram nesta manhã uma greve de advertência.

O movimento que terminou há pouco chama a atenção para a empresa GVP Consultoria e Produtora de Eventos Ltda, que estaria com atrasos no repasse de verbas para alimentação e transporte dos trabalhadores.

Os funcionários da recepção, secretarias e outros departamentos de apoio ao MRE afirmam que a empresa está também há mais de um ano sem recolher o INSS e o FGTS, obrigatório para qualquer empregador.

Pelo contrato assinado no dia 26 de novembro de 2014 com o ministério, a empresa recebe por mês R$ 469 mil e o valor atual é de R$ 5,6 milhões. O documento exige que o setor administrativo do ministério observe o recolhimento de todas as obrigações sociais e trabalhistas no mês subsequente ao pagamento.

Pelo jeito, esta fiscalização obrigatória não está acontecendo.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas