Base racha e PMDB lança candidatura avulsa na Câmara

A base governista está cada vez mais dividida a poucas horas para a eleição à presidência da Câmara dos Deputados. A maioria das candidaturas já registradas são da base aliada do governo interino Michel Temer, mas há pelo menos 17 nomes que estão sendo colocados. Atualizado às 14h34

O último deles é do deputado Fábio Ramalho (MG), candidatura avulsa que surge no momento que o PMDB retirou o nome do ex-ministro da Saúde, Marcelo Castro (PI). Mais tarde se informou que será mantida a candidatuira de Castro e que a orientação é tirar o nome de Ramalho da disputa.

A culpa, segundo o deputado Lúcio Vieira Lima (BA) foi a decisão do Palácio do Planalto, de se “comportar como virgem, de ser pura”.

Por volta das 12h30, uma reunião do PMDB definia,nesta terça-feira, o nome do ex-ministro Marcelo Castro como candidato único do PMDB à presidência da Câmara. 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas