Filho de Maranhão, fantasma de tribunal, vai devolver salários em parcelas

Thiago Augusto Maranhão, filho do atual presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), pediu o parcelamento de R$ 500 mil.

O médico que era assessor do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, recebeu irregularmente salários por três anos. Ele foi nomeado no dia 19 de novembro de 2013 com salário de R$ 6.529,85 e auxílio-alimentação no valor de R$ 800,00,  mas não aparecia para trabalhar.

O pedido para parcelamento na devolução do dinheiro foi realizado ontem (7), segundo o site da ONG Contas Abertas.

A proposta de Thiago Maranhão é dar uma entrada de R$ 235 mil e parcelar o restante em 24 vezes de R$ 13.757,00. Dessa forma, ao final de dois anos, o médico vai devolver cerca de R$ 565,2 mil ao Tribunal, que pode aceitar o não o pedido. A decisão pode acontecer já na semana que vem.

 

Tão logo foi denunciado como funcionário fantasma, Thiago Maranhão foi exonerado do cargo e uma liminar concedida pelo juiz Douglas Martins em Ação Popular na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luiz (MA) impôs a devolução dos salários e benefícios recebidos pelo médico ao longo de quase três anos. Determinou também o bloqueio de ativos financeiros e veículos do acusado até o limite de R$ 235 mil.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas