Economia pode crescer 1,2% no próximo ano

As contas públicas brasileiras devem permanecer no vermelho pelo quarto ano consecutivo. O governo interino de Michel Temer propôs fechar 2017 com um rombo de R$ 139 bilhões.

A proposta é um pouco menor que a meta fiscal deste ano, estimada em um déficit recorde de R$ 170,5 bilhões, mas não deixa de chamar a atenção por ultrapassar a barreira dos  R$ 100 bilhões – a terceira vez desde 2015, segundo o El Pais.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, informou que o Governo trabalha com a estimativa de que a economia brasileira crescerá 1,2% no próximo ano.

Durante a coletiva de imprensa de ontem, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que chegou a defender a reedição do déficit porque contava com zero de crescimento. Sobre a possibilidade de aumento de tributos, o ministro da Casa Civil, disse que o “remédio amargo certamente virá”, mas ponderou que ele será menor caso a economia melhore.     

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas