Dilma cortou publicidade para meios tradicionais e aumentou para internet

O governo interino de Temer cortou quase R$ 9 milhões em publicidade para os blogueiros amigos do PT. Antes, a presidente afastada Dilma deu o troco na imprensa tradicional que não se alinhou ao Planalto no seu segundo mandato.

“Diferentemente do que o senso comum indica (a julgar pelo noticiário recente), não foram pequenos blogs e sites pró-governo que ficaram com a maior parte do bolo publicitário estatal federal. Os grandes portais e veículos digitais consolidados – cuja audiência não para de crescer – ficaram com a maior parte das verbas”, observa o jornalista Fernando Rodrigues, que fez o levantamento e publicou em seu blog.

Mesmo que tenham recebido dinheiro em 2015, as empresas Globo perderam 34% em publicidade estatal. Mesmo assim, abocanharam R$ 396 milhões. Na verdade, todas as TVs abertas perderam.

No primeiro ano do governo Lula, a fatia da TV Globo correspondia a 59% do total gasto com TVs abertas. Em 2015, a participação diminuiu para 32%.

Sobrou também para os chamados grandes jornais. O Globo, Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo e Valor Econômico receberam menos dinheiro, assim como para as revistas Veja e IstoÉ.

De acordo com o levantamento de Fernando Rodrigues, desde 2014 o meio internet é o segundo que mais recebe publicidade estatal do governo federal.

Em 2015, foi o único para o qual o valor destinado cresceu. No ano passado, a verba arrecadada por portais, jornais digitais e redes sociais foi de R$ 233,9 milhões (12,2% a mais que em 2014).

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas