Tornozeleira e casa de luxo para Cachoeira e Cavendish

Nada como o lar doce lar para cumprir uma pena. Desembargador Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), aceitou nesta sexta-feira (1), transformou em prisão domiciliar a preventiva de Carlos Augusto Ramos, o bicheiro Carlinhos Cachoeira. O contraventor foi preso na quinta-feira (30) na Operação Saqueador.

Também foram contemplados com a decisão judicial mais quatro réus. São eles, o ex-dono da delta, Fernando Cavendish, que está foragido, e os empresários Adir Assad, Marcelo Abbud e Cláudio Abreu, todos presos também na quinta-feira.

Ficaram estabelacidas sete medidas cautelares: afastamento da direção das empresas envolvidas nas investigações; recolhimento domiciliar integral até que demonstre ocupação lícita; comparecimento quinzenal em juízo; obrigação de comparecimento a todos os atos do processo; proibição de manter contato com os demais investigados; proibição de deixar o país, devendo entregar o passaporte em até 48 horas; e monitoração por meio de tornozeleira eletrônica.

A assessoria de imprensa de Cavendish informou que o empresároi retornará de viagem ao exterior para o Rio de Janeiro. “A defesa reitera ainda que, consciente da legalidade dos seus atos, Fernando Cavendish sempre atendeu às solicitações da autoridade policial, e assim continuará a fazer no âmbito do Inquérito Policial”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas