Além do feijão, outros vilões esperam na fila do supermercado

Tomate, chuchu, feijão. O consumidor brasileiro já sentiu no bolso o preço desses produtos que por vezes se tornaram os vilões de uma economia doméstica já bem cara.

O feijão, o vilão do presente, já saiu do cardápio até da merenda escolar em vários estados. O preço do tipo carioca subiu 54,09% até junho, segundo o IPCA-15, índice do IBGE considerado como a prévia da inflação.

Os itens que podem causar mais preocupações nas próximas semanas são arroz, milho e leite.

No caso do arroz, segundo a BBC Brasil, as tempestades no Rio Grande do Sul atrasaram a colheita e causaram uma quebra de 15% na safra. O milho é um dos principais componentes da ração das vacas leiteiras e registrou um crescimento expressivo em 2016.  

Ausente no IPCA-15, um de seus representantes no indicador, o fubá, encareceu 13% até junho. Já o leite subiu 18% no mesmo período e se aproxima de um patamar inédito.

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas