Juiz liberta oito de 11 presos da operação Custo Brasil

Onde passa um, passa a boiada inteira, diz um velho ditado popular da roça do Brasil. Assim, oito de 11 presos na semana passada por desvios de empréstimos consignados estão de volta às suas casas.

O primeiro a ser solto pelo juiz Paulo Bueno de Azevedo, por ordem do ministro Dias Toffoli, foi o ex-ministro do Planejamento e marido da senadora Gleisi Hoffmann, Paulo Bernardo.  Depois foi liberado Dércio Guedes de Souza, amigo de Carlos Gabas, ainda poderoso no Ministério da Previdência.

Foram libertados também Guilherme de Sales Gonçalves, Daisson Silva Portanova, Valter Correia da Silva, Emanuel Dantas do Nascimento, Joaquim José da Câmara e Washington Luiz Viana.

Ficam na cadeia por enquanto o ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira,  o ex-diretor dos Correios Nelson Freitas e  João Vaccari Neto, que já está preso pela Lava Jato.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas