Fraude pode ter provocado rombo de R$ 180 milhões na Lei Rouanet

Servidores da Controladoria-Geral da União com apoio de agentes da Polícia Federal realizam agora a Operação Boca Livre.

Em três estados estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão por conta em fraudes na Lei Rouanet no montante calculado em R$ 180 milhões.

Alvo principal é o Ministério da Cultura, as empresas Belinni Eventos Culturais, Scania, KPMG e o escritório de advocacia Demarest, Roldão, Intermedica Notre Dame, Laboratório Cristalia, Lojas 100, Nycomed Produtos Farmacêuticos e Cecil.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas