Cameron pede demissão após referendo que tira Inglaterra da zona do euro

O primeiro-ministro da Inglaterra, David Cameron, renunciou hoje ao mandato. Foi a primeira consequência direta do referendo de ontem, quando 51,9% dos britânicos votaram a favor de deixar a União Europeia.

A segunda foi a queda da libra esterlina frente ao dólar. Já o Parlamento Europeu se reunirá terça-feira (28) para aprovar resolução que vai avaliar o resultado do referendo britânico.

O presidente da entidade, Martin Shulz. Avisou que UE deve abordar medidas para defender a zona do euro das perturbações que já se verificam, após a decisão do Reino Unido de sair da UE, acrescenta o presidente do Parlamento.

Shulz lembrou que os acordos entre Bruxelas e Londres estabelecem que “ambas as partes devem respeitar posições diferentes”.

“O Reino Unido decidiu sair [da UE], mas os países que continuam sendo membros do bloco devem examinar como melhorar a União Europeia, como proteger os países da zona do euro nos próximos meses”, afirmou Martin Shultz. Para ele, a União Europeia precisa de estabilização nesta situação “preocupante”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas