Lindbergh Farias critica prisão preventiva de Paulo Bernardo

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) reagiu com estranhamento quanto ao “time” da prisão preventiva do ex-ministro de Dilma Rousseff e de Lula pela operação Custo Brasil da Polícia Federal, nesta quinta-feira, 23.  

Na visão do senador petista, “esse inquérito já existe há um ano”. E Paulo Bernardo “já prestou depoimento”, enfatizou Lindbergh.

“Na verdade para ter prisão preventiva você tem que estar obstruindo a justiça. Até agora, a gente não viu nenhum fato de obstrução de Justiça”, argumentou.

Lindbergh lembrou que a operação foi deflagrada um dia após ser divulgado um vídeo em que o tucano “Sérgio Guerra fala abertamente de propina, fala dos R$ 10 milhões para abafar a CPI da Petrobras”. E “um dia depois da morte ou suicídio daquele operador de Pernambuco e no meio desse processo de impeachment”.

“Estamos estranhando muito isso aqui. E achamos que pode ter uma utilização política sim dessa operação para tentar enfraquecer a denúncia, a acusação contra a presidenta Dilma”, completou o senador.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas