Inflação perde força, mas prévia mostra que continua subindo

A inflação perdeu um pouco do fôlego, mas nem por isso deixou de crescer. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de maio para junho fechou em 0,4%, menos da metade do índice de maio (0,86%) e o menor IPCA-15 desde junho de 2013, quando foi de 0,38%.

A queda em junho reflete retração nos preços da maioria dos grupos de produtos e serviços com destaque para Saúde e Cuidados Pessoais (1,03%), Alimentação e Bebidas (0,35%) e Transportes, este último fechando com deflação (inflação negativa) de 0,69%.

Os dados do IPCA-15 – uma prévia da inflação oficial do País para junho – foram divulgados nesta terça-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a desaceleração do indicador em relação a junho, o Índice de Preços ao Consumidor Ampliado Especial (IPCA-E) – que é o IPCA-15 acumulado por trimestre (no caso, abril, maio e junho), fechou em 1,78%, quase 1 ponto percentual (0,9%) abaixo da taxa de 2,68% de igual período de 2015.

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas