TJ de São Paulo condena a Skol por propaganda ofensiva às mulheres

O Tribunal de Justiça do Estado e São Paulo TJ/SP manteve multa aplicada pelo Procon/SP à Ambev, devido a uma propaganda da Skol considerada abusiva e discriminatória às mulheres.

Na peça publicitária “Musa do Verão”, veiculada na TV em 2006, é retratado um processo de clonagem, no qual a respectiva mulher modelo passa a ser entregue a homens de diversos lugares.

A propaganda trazia a ideia de que se o “cara” que inventou a Skol tivesse inventado também a musa do verão, ela seria acessível a todos os homens. O Procon considerou que o comercial colocava a mulher em posição de “objeto disponível”.

Questão de Gênero

Segundo o relator do recurso, desembargador Luiz Sergio Fernandes de Souza: “O argumento da peça publicitária é mais o que infeliz, pois ‘coisifica’ a mulher, servindo-a, mediante entrega, para desfrute do consumidor. Em outras palavras, nela, o gênero feminino transforma-se em objeto de consumo”, concluiu o relator.

Para o magistrado, houve discriminação do sexo feminino na peça a justificar a lavratura do auto de infração e a imposição de multa, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor.

Fonte:Migalhas

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas