Temer corta 10 mil cargos de livre nomeação e extingue 4,3 mil cargos comissionados

Em meio à recepção com muita conversa e almoço com sindicalistas sob o pretexto de discutir a reforma Previdenciária, o presidente interino Michel Temer assinou um decreto e duas medidas provisórias.

São cortes na estrutura funcional de servidores de livre nomeação, aqueles funcionários sem vínculos com o Estado.

Na primeira canetada, são extintos 4,3 mil cargos na Esplanada dos Ministérios. Número idêntico ao que tinha anunciado a presidente afastada Dilma Rousseff, quando anunciou a redução de ministérios.

A segunda foi a assinatura de duas medidas provisórias que reduz de 24 mil para 10 mil cargos em comissão que serão ocupados obrigatoriamente por servidores concursados.

mizar por ano cerca de R$ 230 milhões. O governo deve econoOs cortes serão detalhados ainda hoje pelo ministro interino do Planejamento, Dyogo de Oliveira.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas