Eduardo Cunha e esposa vão a julgamento no STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, deu sinal verde para julgamento da denúncia formulada pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Estima-se que o presidente do STF coloque na pauta de julgamento no plenário por volta do próximo dia 23.

A investigação foi iniciada em outubro de 2015 de Cunha, sua esposa, Cláudia Cruz, e de uma de suas filhas, Danielle Cunha. Verificaram-se indícios de que o parlamentar cometeu crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Há ainda acusações de falsidade ideológica, eleitoral por omissão de rendimentos em prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A PGR tem indícios de que Cunha obteve US$ 1,31 milhão, quase R$ 5,2 milhões, que estavam em conta em banco da Suíça. Trata-se de propina por negociação de campo de petróleo localizado em Benin, na África, pela a Petrobras. Poderá ter que devolver R$ 10,5 milhões, por reparação de danos materiais e morais, à petrolífera.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas