OAB quer cotas para transexuais em concursos públicos

A Ordem dos Advogados do Brasil vai propor ao governador em exercício, Francisco Dornelles, que seja criado um sistema de cotas para transexuais em concursos públicos do Rio de Janeiro.

O projeto de lei elaborado pela Comissão para Acessibilidade Pública da OAB também determina que instituições públicas aceitem candidatos tatuados ou com piercing.

“Por incrível que pareça, ainda há restrições como essas em vários concursos”, diz o presidente da comissão, Sérgio Camargo. A proposta da Comissão de Acessibilidade Pública ainda será debatida e analisada pelo Conselho da OAB/RJ. As informações são do portal o Gobo

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas