Pedido de prisão de Cunha esquenta clima no Conselho de Ética

É num clima de grande indefinição que o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar se reúne hoje. A reunião que começa logo mais e deve se estender por muitas horas, além de todas as variantes políticas, terá como novo ingrediente o pedido de prisão do presidente afastado da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-DF).

É previsto um placar muito apertado na votação do relatório do deputado Marcos Rogério (Dem-RO). A diferença pela aceitação do texto que pede a cassação deverá ser de apenas um voto.

A decisão pelo sim ou pelo não está na mão de uma deputada suplente, a Tia Eron, da Bahia.

 

Na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania uma votação marcada para hoje pode interferir no rito de processos de cassação.

Em resposta a uma consulta feita pelo presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), o deputado Arthur Lira (PP-AL) apresentou um parecer que recomenda que processos de cassação tramitem em Plenário na forma de projeto de resolução, em vez de um parecer, caso o colegiado decida sobre a cassação de mandato de parlamentar.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas