Planalto pensa em recuar na questão da reforma da Previdência

No próximo dia 31, pelo menos 50 entidades ligadas à Previdência Social ou a aposentados e pensionistas, estarão reunidas num seminário em Brasília. O tema principal é o desmonte do Ministério da Previdência e o plano de reforma da aposentadoria do governo que vai apertar ainda mais o trabalhador.

Antevendo uma crise ainda maior, o presidente interino Michel Temer (PMDB) já pensa em adiar o envio do projeto que reestrutura a concessão de aposentadorias. Para a área econômica, esse é um ponto crucial para ajustar as contas públicas.

Antes de mexer com esse abelheiro, cogita-se no Planalto fazer um amplo debate sobre a questão que não é fácil de ser resolvida. Deveria começar em reunir os dados que serão apresentados no seminário a ser realizado no Senado Federal e que deve reunir em momentos diferentes mais de 250 parlamentares.

A princípio, as centrais sindicais ficaram de apresentar suas sugestões para a reforma até 3 de junho. A partir daí, o governo fecharia o projeto que seria encaminhado ao Congresso no dia 10 ou no dia 13 de junho. Esse prazo, contudo, pode ser dilatado.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas