Berzoini teria mandado Abin espionar Moro, Temer e Barroso

Ministro Luís Barroso
Ministro Lu[is Barroso foi eleito de forma simbólica novo presidente do TSE/Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag Brasil

O juiz Sérgio Moro, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso (foto), e o presidente interino Michel Temer (PMDB) teriam sido espionados por seis meses.

A espionagem com grampos telefônicos ilegais teriam sido feitos por agentes da Agência Brasileira de Inteligência.  

A ordem teria sido dada pelo ex-ministro Ricardo Berzoini (PT), então secretário de Governo. A ele estava subordinado a Abin desde outubro do ano passado por ordem da presidente afastada Dilma Rousseff (PT)

A informação foi feita pelo tenente-coronel André Soares – ex-agente da Abin ainda lotado na Presidência da República -, a três senadores.

A revelação está publicada na edição deste final de semana da IstoÉ.

A revista diz que no final de março, uma empresa internacional foi contratada para varreduras e detectou a arapongagem no STF.

A reportagem afirma que os episódios de bisbilhotagem descobertos a partir de dezembro foram tratados com absoluta discrição pelos auxiliares de Temer e pela equipe de segurança do STF e se mostraram determinantes para o presidente recriar o GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas