Efeito Haddad e da Turquia no mercado de dólar

autor Misto Brasília

Postado em 17/08/2018 15:31:35 - 15:28:00


A cotalção do dólar chegou a R$ 3,95 impulsionado por motivos internos e externos/Arquivo

Renovados temores com a disputa eleitoral no Brasil também deixavam os mercados mal-humorados

O dólar operava com forte alta nesta sexta-feira, já tendo tocado o patamar de R$ 3,95 mais cedo, em mais um dia de nervosismo no mercado externo por conta da Turquia e com a cena eleitoral no Brasil, com os mercados reagindo a mais uma pesquisa de intenção de votos.

Às 12h02, o dólar avançava 0,90%, a R$ 3,9402 na venda, depois de chegar a R$ 3,9535 na máxima do dia. O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,8%.

Renovados temores com a disputa eleitoral no Brasil também deixavam os mercados mal-humorados após nova pesquisa de intenção de votos encomendada pela XP Investimentos mostrar que o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, tinha 9% das intenções de voto em cenários sem a presença do ex-presidente Lula da Silva, frente a 10% no levantamento da semana anterior.

O mercado avalia que Alckmin é mais comprometido com reformas que considera necessárias ao ajuste fiscal do país.

A pesquisa também mostrou que Fernando Haddad, provável substituto do líder petista no pleito, ganhou terreno frente ao levantamento anterior, que ainda trazia o nome de Manuela D'Ávila (PCdoB), antes de abrir mão da candidatura para fechar aliança com o PT. (Do DCI)


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +