Esporte Interativo – game over

autor Misto Brasília

Postado em 10/08/2018 12:03:11 - 11:53:00


Clubes como o Sampaio, Paysandu, Inter tinham contratos com o canal que acabou/Arquivo/Divulgação

De uma tacada só, o canal encerrado por forças superiores coloca um grande ponto de interrogação

Texto de Humberto Azevedo

Foi de maneira completamente estupefata que li a notícia de que o canal Esporte Interativo chegara ao fim, com mais de 250 profissionais demitidos.

O referido canal era uma ameaça real ao império erguido pelo jornalista, já falecido, Roberto Marinho. Pela primeira vez, os negócios do ludopédio que são controlados pela TV Globo desde a década 80 poderia trocar de mãos.

Uma aliança de um empresário carioca com o conglomerado norteamericano Turner parecia investir pesado em conteúdo para fazer frente ao domínio global.

Tudo parecia lindo, até que nesta quinta-feira os dirigentes estrangeiros do referido grupo – comprado recentemente pela gigante AT&T – que por sua vez é dona da Directv que controla administrativamente a maior operadora em atuação no país, a Sky, resolveu por um fim a esta história com a justificativa da crise e dos possíveis problemas com o Conselho Administrativo de Defesa do Consumidor (Cade).

De uma tacada só, o canal encerrado por forças superiores que tem contrato firmado com 16 clubes para exibição do campeonato nacional entre 2019 a 2024 coloca um grande ponto de interrogação: este contrato será respeitado?

A afirmação dos representantes dos ianques que administram a filial brasileira é que sim. Garantem eles que as exibições futebolísticas serão transferidas para outros canais do grupo que exibem tradicionalmente filmes.

Mas uma coisa é certa: aquela expectativa que tínhamos de ver finalmente uma concorrente ameaçando os negócios da TV Globo cai por terra.

A reação dos dirigentes que tem contrato com a Turner foi de completa surpresa. Todos os 16 clubes que tem contrato a iniciar com a Turner colocaram seus departamentos jurídicos para analisar a situação.

São os casos de Palmeiras, Santos, Ponte Preta, Internacional, Atlético-PR, Coritiba, Paraná, Bahia, Santa Cruz, Ceará, Fortaleza, Criciúma, Joinville, Figueirense, Paysandu e Sampaio Corrêa.

Nota do Esporte Interativo

“Nós do Esporte Interativo/Turner, agora uma afiliada AT&T, anunciamos hoje que estamos migrando a nossa programação de TV com o futebol nacional e internacional para as marcas TNT e Space.

A Turner continua comprometida com a Liga dos Campeões da UEFA pelas próximas três temporadas, iniciando as transmissões a partir deste mês. Além disso, a partir do ano que vem, começaremos a transmitir a série A do Campeonato Brasileiro até 2024.

Os canais do Esporte Interativo na TV serão desativados nos próximos 40 dias e deixaremos de transmitir competições que nos orgulhamos muito durante os últimos anos. Entretanto, as nossas atividades no mundo digital seguem firmes, e continuaremos levando a emoção que o Brasil merece pra vocês através do nosso Facebook, Instagram, Youtube, Twitter, EI Plus e qualquer outra plataforma digital em que os apaixonados por esporte estejam presentes.

Não dá pra negar que estamos tristes com o fim dos canais Esporte Interativo na TV, mas ao mesmo tempo estamos ansiosos e animados com o futuro, em que estaremos todos os dias na TNT e Space, com as mesmas narrações, comentários e brincadeiras que nos acostumamos a ouvir nos últimos 11 anos.

E claro, seguiremos juntos, diariamente, com a nossa família de mais de 20 milhões de fãs nas redes sociais. Muito obrigado pelo apoio de sempre. Contamos com vocês nessa nova caminhada. Tamo junto!”

(Humberto Azevedo é free lancer da agência Política Real)


General nega que Michele Bolsonaro mandou tirar obras sacras do Alvorada
Incêndio atinge a Refinaria de Manguinhos (RJ)
veja +
Governador eleito do DF Ibaneis Rocha diz que não tem nenhum tipo de surpresa
Congresso deve votar Orçamento de 2019 nesta semana
Aprovado orçamento de 2019 com reajuste para agentes comunitários
veja +