Ministros do Supremo aprovam reajuste de 16% nos salários

autor Misto Brasília

Postado em 08/08/2018 19:33:20 - 19:29:00


Reunião administrativa do STF aprovou o reajuste dos próprios salários/Arquivo/STF

O percentual será agregado ao Orçamento que será encaminhado ao Congresso Nacional

Os ministros do Supremo Tribunal Federal aprovaram, por sete votos contra quatro, na reunião administrativa que terminou há pouco, o reajuste de 16% nos próprios salários em plena crise financeira. A previsão será incluída no Orçamento do Judiciário que depende de aprovação do Congresso Nacional e depois da sanção presidencial.

É importante registrar que a Comissão Mista de Orçamento do Congresso (CMO) revisou para baixo a estimativa para o salário mínimo em 2019, passando de R$ 1.002, para R$ 998. A revisão na estimativa para o salário mínimo em 2019 ocorre porque o governo revisou de 3,8% para 3,3% sua previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2018 - que é utilizado como referência para correção do salário mínimo no ano que vem.

O reajuste no STF terá um efeito cascata sobre os salários de quase 5 mil juízes, além de outras carreiras jurídicas, como o de procuradores, que tem os salários vinculados aos dos ministros do Supremo. O impacto do efeito cascata ainda não foi calculado, mas a aprovação pelos ministros foi comemorada por diversos representantes de entidades de classe que acompanharam a reunião administrativa.

Os procuradores federais já tinham previsto o mesmo percentual na folha que será também encaminhado ao Congresso. O Orçamento da União será votado até o fim do ano legislativo, em dezembro próximo.


AO VIVO Radio 247
AO VIVO Tropical House Radio
veja +
Coordenadora diz que grupo de trabalho não vai atrasar análise do pacote anticrime
Presidente da CCJ espera "melhora do cenário político"
Senado vai votar permissão para pais que estudam ficarem com filhos na sala de aula
veja +