A discórdia do cavalo pintado por crianças na Sociedade Hípica

autor Misto Brasília

Postado em 23/07/2018 16:15:08 - 16:09:00


Cavalo que foi resgatado foi usado numa atividade da colônia de férias/Divulgação/Facebook

Colônia de férias da Sociedade Hípica de Brasília utiliza animal que foi pintado pelas crianças

O que foi uma brincadeira de criança na colônia de férias na Sociedade Hípica de Brasília, pode acabar na delegacia de polícia. É o que promete a Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB do Distrito Federal. Trata-se de um caso que ganhou as redes sociais no domingo e virou notícia local e nacional com a pintura de um cavalo branco usado como recreação pedagógica.

A polêmica ganhou força porque muita gente acha que o animal foi maltratado. É bom que se diga que esse tipo de atividade, para que as crianças interajam com o animal, não é nova no Distrito Federal. É usada uma tinta que não é tóxica, normalmente tinta guache. A foto foi apresentada no final de semana, mas ontem o cavalo já estava banhado quando a fiscalização apareceu.

A imprensa informou que os fiscais do Ibama e o Ibram estiveram no domingo pela manhã na escola e não viram maus-tratos. “Depois, confirmamos ter sido na hípica. Lá, eles disseram se tratar de uma atividade lúdica, que o cavalo era um animal resgatado e acompanhado por veterinários”, explicou a representante da OAB-DF, Ana Paula Vasconcelos.

Em todo o caso, os organizadores da colônia de férias terão que apresentar uma justificativa por escrito do que chamaram de atividade lúdica.