Grupo aplicou golpes pelo WhatsApp contra ministros

autor Misto Brasília

Postado em 17/07/2018 13:36:32 - 13:31:00


Grupo identificado no Maranhão e Mato Grosso do Sul aplicou golpes pelo WhatsApp/Arquivo

Agentes da PF cumprem cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva

A Polícia Federal lançou nesta terça-feira a Operação Swindle (fraude, em inglês) com o objetivo de desarticular um grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via aplicativo de trocas de mensagens WhatsApp, diz Raquel Stenzel, da Reuters.

Agentes da PF cumprem cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva nos Estados do Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal de Brasília, informou a PF em nota.

Segundo a PF, os criminosos se apossavam das contas de WhatsApp de autoridades públicas como ministros (uma das vítimas foi Osmar Terra) e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato”. Os investigados responderão pelos crimes de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, acrescentou a Polícia Federal.


Associação está preocupada com a proposta da previdência de capitalização
Bolsonaro diz que a reforma da Previdência é necessária
veja +
Deputados questionam propostas da Frente Parlamentar do Livre Mercado
Ibaneis diz que Brasília será um grande centro de distribuição para o Brasil
Senadores comentam crise no governo Bolsonaro
veja +