Médica alerta que no inverno crescem os casos de AVC

autor Misto Brasília

Postado em 11/07/2018 16:05:41 - 15:55:00


Baixas temperaturas como em Brasília contribuiu para o aumento de casos de AVC/Arquivo/AcesseBSB

Pesquisa do Instituto Nacional de Cardiologia concluiu que o índice pode chegar a 20% dos casos

Menos líquido, pouco exercício físico e redução do “calibre” dos vasos sanguíneos são os principais fatores para o aumento dos casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) no inverno, segundo apontou a neurologista brasiliense Letícia Rebello. A médica da Clínica NeuroAnchieta cita uma pesquisa do Instituto Nacional de Cardiologia, vinculado ao Ministério da Saúde.

O levantamento concluiu que os casos de AVC aumentam 20%, principalmente quando a temperatura está abaixo de 14 graus. “Então, tudo isso pode contribuir para esse aumento nas estatísticas", observa.

A sua colega neurologista Ana Kariny Bezerra lembra também que o AVC tem muitos outros fatores de risco que devem ser pesados e avaliados com prioridade, tais como hipertensão arterial, diabetes, dislipidemia e tabagismo. Esses fatores, somados a baixas temperaturas, e principalmente no grupo de mulheres acima dos 65 anos, pode aumentar o risco do AVC e também de infarto cardíaco. 

A prevenção da maioria dos casos é realizada com o controle dos fatores de risco, como detecção precoce e controle de hipertensão arterial, diabetes, dislipidemias e doenças do coração (cardiopatias), e no inverno, o uso de roupas adequadas para suportar o frio.


General nega que Michele Bolsonaro mandou tirar obras sacras do Alvorada
Incêndio atinge a Refinaria de Manguinhos (RJ)
veja +
Governador eleito do DF Ibaneis Rocha diz que não tem nenhum tipo de surpresa
Congresso deve votar Orçamento de 2019 nesta semana
Aprovado orçamento de 2019 com reajuste para agentes comunitários
veja +