Pedido do PTB sobre ocupações ilegais é a anarquia, diz juiz

autor Misto Brasília

Postado em 11/07/2018 15:32:27 - 15:28:00


Servidores da Agefis durante operação de construções ilegais no DF/Arquivo

Partido entrou com ação civil pública na Vara do Meio Ambiente para proibir a fiscalização

O juiz Carlos de Medeiros, da Vara de Meio Ambiente, negou uma ação civil pública do PTB contra as demolições de ocupações ilegais no Distrito Federal. O juiz afirmou no despacho a solicitação do partido seria o mesmo que revogar a exigência de licenciamento prévio ou posterior para edificações em todas as ocupações ilegais.

“O resultado seria a consagração da na gestão da cidade, com a proibição da realização de atividade básica do Estado. A temeridade de tal medida por uma mera canetada judicial é por demais evidente, sendo espantoso, para não dizer assustador, crer que se possa supor como racional e jurídica, ainda que por hipótese, a ideia que o Judiciário coacte a Administração de realizar a comezinha atividade de fiscalização”, escreveu Medeiros.

Tinham se manifestado contrário do pedido do PTB, a Agência de Fiscalização do DF (Agefis). O Ministério Público do Distrito Federal e a Defensoria Pública pediu o deferimento parcial, o que não ocorreu. Em setembro do ano passado, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal suspendeu uma lei que limitava o podfer da Agefis.


AO VIVO Radio 247
AO VIVO Tropical House Radio
veja +
Coordenadora diz que grupo de trabalho não vai atrasar análise do pacote anticrime
Presidente da CCJ espera "melhora do cenário político"
Senado vai votar permissão para pais que estudam ficarem com filhos na sala de aula
veja +