DF condenado por câmeras quebradas em unidade de internação

autor Misto Brasília

Postado em 09/07/2018 11:36:44 - 11:30:00


Nesta unidade de internação morreu um interno e as câmara não registraram/Arquivo/Divulgação

Sentença do TJ confirmou o que já tinha decidido na primeira instância em caso de Santa Maria

O governo do Distrito Federal é obrigado a manter e a fazer a manutenção dos sistema de monitoramento por imagens de órgãos públicos. A conclusão é de uma sentença da 2ª. Turma Cívil do Tribuna de Justiça do DF que confirmou integralmente sentença da primeira instância.

O caso específico envolve as câmeras da Unidade de Internação de Santa Maria, onde foi comprovado a deficiência do sistema de vigilância da unidade. Foi “constatado, inclusive, grave cenário de fugas e rebeliões, o que culminou com a morte de um interno”.

“Não pode o Estado eximir-se de cumprir com o dever constitucional de assegurar aos adolescentes, principalmente aqueles submetidos a medida socioeducativa de internação, com absoluta prioridade, o ‘direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão’, nos termos do art. 227 da CF”


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +