A estação dos ipês-roxos chegou em Brasília

autor Misto Brasília

Postado em 16/06/2018 19:17:50 - 19:12:00


A floração dos ipês dão um colorido especial à bela cidade de Brasília/Marcelo Casal/Agência Brasil

As espécies rosa e branca só aparecem em meados de agosto. As brancas têm floração mais curta

Em meio às discussões políticas e negociações econômicas, Brasília está mais bonita e florida. É a temporada dos ipês-roxos. Depois vêm os amarelos, os rosa e os brancos. Época de admirar a cidade. O ipê tornou-se a Flor Símbolo Nacional do Brasil, com a publicação da Lei nº 6.507, em 1978.

A estimativa é que existam mais de 600 mil ipês no Distrito Federal, dos quais cerca de 200 mil estão no Plano Piloto, região central, publicou a Agência Brasil.

É comum todos os dias esbarrar com alguém fotografando ou filmando um ipê. Eles estão nos tradicionais cartões-postais da cidade, como a Esplanada dos Ministérios e em frente à Catedral de Brasília. Também estão nas entrequadras e transformam o asfaltos e as calçadas em grandes tapetes de flores.

A coloração gera polêmica pois há quem fique na dúvida se as flores são rosa ou realmente roxas. Controvérsia que estimula a criatividade dos brasilienses. Os especialistas afirmam que o espetáculo das flores tem tempo curto de duração, em média, 15 dias.

Já as espécies rosa e branca só aparecem em meados de agosto. As brancas têm o período de floração ainda mais curto – de uma semana a dez dias.

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) é responsável pelas mudas de ipês que vêm dos viveiros da própria empresa. Para quem tiver interesse em ter seu próprio pé, existe a possibilidade de compra de mudas excedentes.


Relator sugere que pode mexer com a idade da aposentadoria rural
Secretário defende a aposentadoria rural na PEC da Reforma da Previdência
veja +
Recursos do antigo Fundef não devem ser usados no pagamento de professores
CCJ aprova fim da isenção irrestrita de custas judiciais nos juizados especiais
Novos métodos para obtenção de provas do pacote anticrime dividem opiniões
veja +