Câmara argentina aprova aborto até a 14ª. semana de gestação

autor Misto Brasília

Postado em 14/06/2018 11:30:50 - 11:26:00


Mulheres argentinas com lenços verdes fazem manifestação a favor do aborto/Divulgação

Até esse período da gravidez, seria permitido abortar gratuitamente nos hospitais públicos

Após quase 23 horas de debate, a Câmara dos Deputados da Argentina aprovou nesta quinta-feira (14) um projeto de lei que descriminaliza o aborto até a 14ª semana de gestação. A proposta segue agora para o Senado, segundo informou a agência DW.

A iniciativa foi aprovada com 129 votos a favor, 125 contra e uma abstenção. O resultado da votação na Câmara era incerto até o último momento. Nas imediações do prédio que abriga a Câmara, milhares de pessoas contra e a favor do projeto aguardaram a decisão, evidenciando uma divisão da sociedade.

O texto aprovado descriminaliza qualquer aborto até a 14ª semana de gestação – e não apenas nas circunstâncias previstas atualmente por lei. Até esse período da gravidez, seria permitido abortar gratuitamente nos hospitais do sistema público de saúde do país.

Hoje, o artigo 86 do Código Penal da Argentina declara a interrupção da gravidez como ato não punível se a vida ou a saúde da mulher estão em risco, se é fruto de estupro ou atentado ao pudor cometido contra uma mulher com deficiência intelectual. Em 2012, a Corte Suprema declarou que o aborto é permitido em caso de violência, mas várias províncias ainda não aderiram a essa decisão


Presidente da Anfip diz que é preciso taxar os privilegiados
AO VIVO Radio 247 - Summer Music
veja +
CCJ aprova fim da isenção irrestrita de custas judiciais nos juizados especiais
Novos métodos para obtenção de provas do pacote anticrime dividem opiniões
Secretário diz que é preciso resolver "buraco estrutural" para gerar empregos
veja +