STF adia outra vez questão da condução coercitiva

autor Misto Brasília

Postado em 13/06/2018 18:48:23 - 18:44:00


Plenário do STF que suspendeu novamente julgamento sobre conduções coercitivas/Arquivo

Até o momento, há 4 votos a 2 para derrubar liminar do ministro Gilmar que suspendeu as conduções

O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou mais uma vez a conclusão do julgamento sobre a validade da decretação de conduções coercitivas para levar investigados a interrogatório policial ou judicial em todo o país.

Até o momento, há 4 votos a 2 para derrubar liminar do ministro Gilmar Mendes que suspendeu a decretação de conduções coercitivas. A sessão será retomada amanhã (14).

Já votaram pela validade os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux. Gilmar Mendes e Rosa Weber se manifestaram contra as conduções para depoimentos. Faltam os votos de Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio, Celso de Mello e da presidente, Cármen Lúcia.

As conduções estão suspensas desde dezembro do ano passado por uma liminar de Gilmar Mendes, que é o relator. Agora, os ministros julgam a questão definitivamente. 


AO VIVO Radio 247
AO VIVO Tropical House Radio
veja +
Coordenadora diz que grupo de trabalho não vai atrasar análise do pacote anticrime
Presidente da CCJ espera "melhora do cenário político"
Senado vai votar permissão para pais que estudam ficarem com filhos na sala de aula
veja +