Tom Wolfe, do Novo Jornalismo, morreu em Nova Iorque

autor Misto Brasília

Postado em 15/05/2018 14:19:37 - 14:17:00


Tom Wolfe tinha 88 anos e foi um dos escritores mais conhecidos do mundo/Arquivo/Reprodução

Ele foi autor de obras tão fundamentais da língua inglesa como Fogueira das Vaidades

Morreu o jornalista e escritor norte-americano Tom Wolfe. A notícia foi publicada pelo New York Times. O mesmo jornal conta que o jornalista morreu na segunda-feira num hospital de Manhattan, em Nova Iorque, vítima de pneumonia. Atualizado às 15h03

Conhecido pelo seu estilo irônico, Wolfe foi o autor de obras tão fundamentais para o cânone do romance contemporâneo de língua inglesa como A Fogueira das Vaidades, e foi também um dos fundadores do Novo Jornalismo, movimento jornalístico dos anos 1960/70. Natural de Richmond, na Virginia, onde nasceu a 2 de Maio, em 1930, Tom Wolfe tinha 88 anos.

Em 1984, Wolfe começou a escrever ficção em um seriado publicado na revista Rolling Stone. Sua história sobre a colisão de Wall Street com a justiça do Bronx, “A Fogueira das Vaidades”, foi lançada em forma de livro em 1987. Estava na lista de best-sellers do Times por um ano e vendeu mais de 800 mil cópias em capa dura, segundo O site de Wolfe.

Seu segundo romance, “A Man in Full” (1998), sobre classe e culturas na moderna Atlanta, vendeu quase 1,4 milhão de cópias em capa dura. Seu terceiro, "Eu Sou Charlotte Simmons" (2004), sobre um campus universitário louco por sexo, gerou avaliações medianas.


Festa de aniversário de João de Deus que agora é acusado de molestar mulheres
Bolsonaro faz reunião com a bancada do PRB na Câmara
veja +
Everardo Gueiros, da Secretaria da Cidadania, diz que o “Na Hora” vai mudar de nome
Vice-governador eleito do DF, Paco Britto, disse que a meta é reduzir 20% de comissionados
Comissão especial aprova proposta de nova lei das licitações
veja +