Eduardo da Fonte vira réu no Supremo

autor Misto Brasília

Postado em 08/05/2018 15:01:00 - 14:51:00


Deputado Eduardo da Fonte, o Dudu, foi alvo de delação do dono da UTC/Arquivo

Eduardo da Fonte é acusado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

O Supremo Tribunal Federal (STF), por três votos a dois, tornou o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) réu em sessão desta terça-feira (8).  Os crimes apontados são de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Ele é acusado pela Procuradoria Geral da República (PGR) de ter recebido R$ 300 mil para beneficiar a empreiteira UTC nas obras da Coquepar – fábrica de processamento de coque (espécie de combustível) da Petrobras.

A origem da denúncia é a delação premiada do dono do grupo, Ricardo Pessoa. Segundo o parlamentar, o dinheiro foi declarado para campanha eleitoral dentro da legalidade. O voto de desempate foi de Celso de Mello. "Para recebimento de denúncia não se exige prova integral, basta acusação forjada em elementos consistentes, em prova mínima. Parece que a realidade material está presente, tendo indícios suficientes de autoria", sustentou o ministro em seu voto.

A 2ª Turma do STF também é composta pelos ministros Edson Fachin (presidente), Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +