Paulo Preto, o operador do PSDB, continuará preso

autor Misto Brasília

Postado em 07/05/2018 19:22:26 - 19:19:00


Quinta Turma seguiu orientação de uma outra negativa a Paulo Preto no mês passado/Arquivo

Paulo Vieira de Souza foi preso, preventivamente, pela Polícia Federal (PF) no início do mês passado

 

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou, por unanimidade, um pedido de liberdade de Paulo Vieira de Souza, ex-diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), empresa controlada pelo governo de São Paulo.

Conhecido como Paulo Preto, o ex-diretor atuou em gestões do PSDB no governo paulista. Ele foi preso preventivamente pela Polícia Federal (PF) no início do mês passado, sob a suspeita de participação em um esquema de desvio de recursos em diversas obras na região metropolitana de São Paulo, entre os anos 2009 e 2011, entre elas a construção do Rodoanel.

Os desembargadores da Quinta Turma do STJ seguiram decisão do relator do caso, ministro Reynaldo Soares da Fonseca que, em meados do mês passado, negou um pedido de liminar no mesmo habeas corpus.

 


AO VIVO Radio 247
AO VIVO Tropical House Radio
veja +
Coordenadora diz que grupo de trabalho não vai atrasar análise do pacote anticrime
Presidente da CCJ espera "melhora do cenário político"
Senado vai votar permissão para pais que estudam ficarem com filhos na sala de aula
veja +