Morre Milos Forman, premiado diretor de Amadeus

autor Misto Brasília

Postado em 14/04/2018 09:43:45 - 09:39:00


Milos Forman morreu aos 86 anos, segundo confirmou sua família/Reprodução/El Periódico

De origem checa, ele foi responsável por outros sucessos no cinema que renderam vários Oscars

Diretor de origem checa Milos Forman, autor de marcos multiplatinum de Hollywood como 'One Flew Over the Cuckoo Nest'  (1975) e 'Amadeus' (1984),  morreu aos 86 , como foi confirmado por sua família a agência de notícias checa CTK. Forman morreu nos Estados Unidos, onde viveu por 50 anos. "Ele deixou a calma e cercou todo o tempo para sua família e seus amigos mais próximos", disse sua esposa, Martina.

Milos Forman nasceu na cidade tcheca de Caslav em 18 de fevereiro de 1932, no seio de uma família protestante. Ele ficou órfão em tenra idade, depois que sua mãe morreu no campo de concentração de Auschwitz e seu pai em Buchenwald

Depois de estudar cinema e dirigir várias peças em seu país (incluindo 'Amores de uma Loira', 1964), ele deixou a Tchecoslováquia após a invasão soviética que esmagou a revolta da Primavera de Praga e se estabeleceu em Nova York.

Seu primeiro grande sucesso veio com a adaptação do romance de Ken Kesey 'One Flew Over the Cuckoo Nest', que ganhou cinco Oscars, incluindo melhor filme e melhor diretor. Uma década depois, ele bateu essa marca amplamente com 'Amadeus', que premiado com 13 estatuetas. Entre um filme e outro, ele deu origem a títulos notáveis, como o musical Hair (1979) e o drama de época Ragtime  (1981).

Ele foi indicado novamente para o Oscar por seu trabalho em 'O escândalo de Larry Flynt' (1996). Em 2006 dirigiu a co-produção hispano-americana 'Los fantasmas de Goya', com Javier Bardem e Natalie Portman. (Do El Periódico)


Fraga diz que haverá motim se for extinta Casa Militar no DF
Exército lembra Stan Lee em homenagem que fez aos soldados em 2016
veja +
Pode virar lei proposta que facilita concessão de benefícios a pessoas com lúpus ou epilepsia
Comissão de Agricultura aprova política de incentivo à produção de etanol
Escolas públicas podem ser obrigadas a exibir resultados no Ideb
veja +