Marco Aurélio e seu voto ampliado em favor de Lula da Silva

autor Misto Brasília

Postado em 04/04/2018 23:16:48 - 23:10:00


Ministro Celso de Melo lê seu voto a favor da liberdade na presunção de inocência/Reprodução video

Deu um voto numa linha mais ampliada que Gilmar e Toffoli e mais próxima a de Ricardo Lewandowski

 

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou a favor da concessão do habeas corpus para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva permaneça em liberdade até o fim de todos os recursos cabíveis no processo do tríplex do Guarujá (SP). Agora vota o ministro Celso de Melo e em seguida e por último Cármen Lúcia.

[O Misto Brasília transmite a sessão ao vivo - Na Seção TVs Públicas]

Na sessão desta quarta-feira, manifestaram-se contra o pedido da defesa o relator do habeas corpus, Edson Fachin, e os colegas Alexandre de Moraes, Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux. Falta somente um voto para se formar uma maioria nesse sentido.

Votaram a favor da concessão do salvo conduto Gilmar Mendes, que antecipou o voto, e Dias Toffoli. A posição de ambos, intermediária, é para que não haja execução provisória da pena até que ocorra o julgamento dos primeiros embargos de declaração a um eventual julgamento de recursos especial pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Contudo, Marco Aurélio deu um voto numa linha mais ampliada que Gilmar e Toffoli e mais próxima a de Ricardo Lewandowski, para reconhecer que Lula poderia recorrer em liberdade até o trânsito em julgado da decisão.

 


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +