Voto de Rosa Weber é comemorado pelos adversários de Lula

autor Misto Brasília

Postado em 04/04/2018 19:59:18 - 19:56:00


Se o STF rejeitar o HC favorável a Lula, o ex-presidente poderá ir preso/Arquivo

Ministro Marco Aurélio criticou a colega ministra Cármen Lúcia e disse que venceu foi a estratégia

 

A ministra Rosa Weber disse que embora seja contra a prisão após condenação em segunda instância, diz que a decisão do Superior Tribunal de Justiça de ter rejeitado habeas corpus anterior a Lula da Silva, não foi ilegal porque seguiu a jurisprudência em vigor. Por isso, diz que não cabe ao Supremo Tribunal Federal conceder HC contra a decisão anterior do STJ.

[Continue assistindo ao vivo o julgamento pelo Misto Brasília - Seção TVs Públicas]

Neste momento há um intervalo no julgamento. Ele será retomado pelo voto de Luiz Fux. Agora o placar é de quatro a um contra o HC. Os próximos a votar são Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Melo. O último ministro a votar é a presidente da Corte, Cármen Lúcia. Já votaram Edson Fachin (relator), Alexandre de Moraes, Luiz Barroso e Gilmar Mendes (voto favorável a Lula da Silva).

Voto de Weber gera forte reações. O ministro Marco Aurélio criticou Cármen Lúcia por ter deixado de pautar duas ações que tratam da prisão em segunda instância. Se elas estivessem em votação no lugar do HC do Lula, provavelmente Weber votaria para mudar a jurisprudência. "Vence a estratégia", disse

Voto de Rosa Weber é comemorado com gritos, buzinas e canto do hino nacional no protesto anti-Lula na Esplanada dos Ministérios, próximo ao STF; “só vamos sair daqui com a certeza de que lugar de bandido é na cadeia”, dizem manifestantes

 


Senador Kajuru chama o ministro do STF Gilmar Mendes de "canalha", "corrupto" e "bandido"
Manifestação contra a decisão do STF que atinge a Operação Lava Jato
veja +
Senado vai votar permissão para pais que estudam ficarem com filhos na sala de aula
Sancionada a Lei que estabelece idade mínima de 16 para casamento civil
Lei que permite bloquear recursos de acusados por terrorismo é sancionada
veja +