Cinco mil juízes contra fim da prisão em segunda instância

autor Misto Brasília

Postado em 02/04/2018 15:18:23 - 15:12:00


Supremo julga na quarta HC que beneficia Lula e abre as portas para outros casos/Arquivo

Manifestação foi entregue no Supremo, que julga na quarta HC e favor de Lula da Silva

Magistrados e membros do Ministério Público que compõem o Fórum Nacional de Juízes Criminais (Fonajuc) entregaram hoje (2) ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma nota técnica contra uma possível mudança na decisão da Corte que autorizou a prisão de condenados após a segunda instância da Justiça, em 2016. O documento obteve 5 mil assinaturas de integrantes do fórum.

A presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, se reuniu pela manhã com o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Rogério Galloro, para discutir um reforço de segurança para o dia do julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula da Silva, marcado para as 14 horas da próxima quarta-feira (4). O Misto Brasília vai transmitir ao vivo a sessão de julgamento.

A defesa do ex-presidente ao Supremo um parecer do jurista José Afonso da Silva contra a prisão de condenados criminalmente após o fim de todos os recursos na segunda instância da Justiça. No entendimento do jurista, a execução da pena de Lula antes do trânsito em julgado é inconstitucional.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +