Peões fazem protesto de 30 quilômetros pela vaquejada no DF

autor Misto Brasília

Postado em 27/03/2018 17:38:30 - 17:33:00


Cavaleiros fizeram uma cavalgada até a Câmara Legislativa em favor da vaquejada/Sílvio Abdon/CLDF

A Câmara Legislativa realizou uma audiência que reuniu entidades interessadas no debate

 

Os cavaleiros saíram cedo de São Sebastião e percorreram 30 quilômetros com seus cavalos para protestar contra a proibição de vaquejadas no Distrito Federal. A liminar concedida à BSB Animal Proteção e Adoção contra o Parque de Vaquejada Maria Luiz, de Planaltina, impede a realização da prática do esporte, mesmo já previsto na Constituição Federal.

A manifestação dos cavaleiros até a Câmara Legislativa marcou uma audiência pública [o Misto Brasília transmitiu ao vivo] que debateu a vaquejada no DF. De prático nada foi concluído, mas mostrou que a polêmica vai muito além da disputa entre um boi e o homem.  Desde a concessão da liminar, as administrações regionais têm proibido a realização desses eventos.

"O Brasil todo realiza vaquejadas e só o DF fica nessa fragilidade", observou representante da Associação Brasileira de Vaquejada (ABVAQ), Stefania Leão. A Associação Protetora dos Animais Proanima é favorável à realização de vaquejadas, desde que sob fiscalização para que não haja maus-tratos contra os animais, segundo o representante jurídico da entidade, Lucas Pereira.

Os deputados distritais Juarezão (PSB), e Lira (PHS) prometeu agendar uma reunião com a Secretaria de Agricultura do DF, inclusive com a presença de representantes da Procuradoria e de fiscais das administrações regionais, para tratar sobre a questão.

 


Festa de aniversário de João de Deus que agora é acusado de molestar mulheres
Bolsonaro faz reunião com a bancada do PRB na Câmara
veja +
Everardo Gueiros, da Secretaria da Cidadania, diz que o “Na Hora” vai mudar de nome
Vice-governador eleito do DF, Paco Britto, disse que a meta é reduzir 20% de comissionados
Comissão especial aprova proposta de nova lei das licitações
veja +