Mais quatro filiados do PP viram réus na Lava Jato

autor Misto Brasília

Postado em 06/03/2018 20:06:43 - 20:00:00


Deputado Luiz Fernando Faria agora é réu na Lava Jato no STF/Arquivo/BarbacenaMais

Políticos teriam recebido vantagens em contratos entre a Petrobras e uma empreiteira

Quatro deputados e ex-deputados do Partido Progressista tornaram-se réus no âmbito da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. A Segunda Turma acatou por unanimidade o parecer do delator, ministro Edson Fachin, contra os ex-deputados João Pizzolati (SC) e Mário Negromonte (BA), e os deputados José Otávio Germano (RS) e Luiz Fernando Faria (MG).

Eles são acusados agora formalmente por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido “vantagem indevida” em contratos assinados pela diretoria de Abastecimento da Petrobras entre 2006 e 2014 com a empreiteira Queiroz Galvão.

Parte da denúncia foi sustentada em mensagens escritas entre o doleiro Alberto Yousseff e o seu colaborador, Rafael Ângulo Lopes, além de encontros com ex-deputado Pedro Corrêa.


Relator da reforma da Previdência diz que fará apenas correções no texto
AO VIVO sessão na Câmara Legislativa
veja +
Moro nega cooperação ou combinações com o MPF
Funcionário garante que Vale conhecia problemas da barragem em Brumadinho
Votação da reforma pode começar no mesmo dia do encerramento da discussão
veja +