As camisetas como meio político

autor Misto Brasília

Postado em 05/03/2018 15:34:43 - 15:01:00


Katharine Hamnett e sua camiseta contra os mísseis, durante encontro com Margaret Thatcher/Arquivo

Slogans t-shirts tem sido usado ao longo dos anos para chamar a atenção, mas há um perigo

As camisetas do slogan estão em toda parte. "É como um outdoor anunciando o que você acredita", diz o designer Ashish, cujas camisas seguem trazendo mensagens que apoiam a diversidade. Ele é um dos “insiders” da moda dizendo ao Newsbeat da BBC, porque as camisetas estão sendo usadas como meio político.

O movimento Time's Up, Women's Marches, anti-Trump e as vitórias Black Lives Matter usaram slogan T-shirts para chamar a atenção.

"Como consumidor, se você vai comprar uma camiseta com esse tipo de mensagem, não deve ser sobre o fato de que aconteceu na passarela", diz Henry Holland. "Eu quero que você esteja comprando uma camiseta porque acredita no que está dizendo, não porque seja a tendência desta temporada".

Katharine Hamnett é muitas vezes citada como uma das primeiras a criar uma T-shirt politicamente carregada. Quando a estilista conheceu Margaret Thatcher, em 1984, ela abriu sua jaqueta que dizia que "58% não querem Pershing", uma declaração anti-nuclear.

O acerto tornou os designs de Katharine icônicos, e o tipo de letra simples e corajoso foi copiado em todos os cantos na década de 1980. Porque as t-shirts tendem a ser baratas, quase todos podem se dar ao luxo de fazer sua opinião ou mostrar seus interesses.

E levou a que a mensagem feminista fosse copiada em t-shirts em todas as lojas de rua.

Katharine Hamnett diz que é importante entender realmente a mensagem por trás do que você está vestindo. "T-shirts por si só são todos muito agradáveis, mas eles não conseguem nada. Este é o perigo", diz ela.

"A única maneira de afetar a mudança política é entrar em contato com os políticos e dizer-lhes que você não votará para eles na próxima vez, a menos que eles representem suas opiniões".

A blogueira da moda, Patricia Batatas, diz que ver slogans feministas na passarela influenciou as mulheres como ela para fazer suas próprias pesquisas sobre a causa.

"Quando você tem um grupo de pessoas influentes que parecem representar a mesma coisa, acho que coloca a mensagem de forma poderosa", diz. "Tem a capacidade de abrir as opiniões das pessoas".


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Pré-sal, royalties, precatórios e Jovem Senador são destaques do Plenário
Kajuru vai propor medidas para investigar a CBF
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
veja +