PGR pede ao STF mordaça oficial ao chefão da Polícia Federal

autor Misto Brasília

Postado em 26/02/2018 19:19:57 - 19:09:00


Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pediu, se for o caso, o afastamento de Segovia/Arquivo

Raquel Dodge pediu ao Supremo que emita ordem judicial para o diretor-geral da PF não se intrometer

A Procuradoria-Geral da República se manifestou ser favorável, nesta segunda-feira (26), ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela prorrogação do inquérito que tem o presidente Michel Temer entre os investigados. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também pediu ao STF que emita ordem judicial para o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, se abster de "qualquer ato de ingerência" sobre o inquérito, inclusive sob pena de afastamento do cargo.

A manifestação de Raquel Dodge foi enviada após solicitação do ministro do STF, Luís Roberto Barroso, relator do caso. No dia 20 último, o delegado Cleyber Lopes, da Polícia Federal, pediu ao Supremo a prorrogação do inquérito por 60 dias. 

Segovia, em entrevista no dia 9 deste mês, afirmou à Reuters que não havia encontrado indício de crime da parte do presidente da República no caso do decreto dos portos.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +