PGR pede ao STF mordaça oficial ao chefão da Polícia Federal

autor Misto Brasília

Postado em 26/02/2018 19:19:57 - 19:09:00


Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pediu, se for o caso, o afastamento de Segovia/Arquivo

Raquel Dodge pediu ao Supremo que emita ordem judicial para o diretor-geral da PF não se intrometer

A Procuradoria-Geral da República se manifestou ser favorável, nesta segunda-feira (26), ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela prorrogação do inquérito que tem o presidente Michel Temer entre os investigados. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também pediu ao STF que emita ordem judicial para o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, se abster de "qualquer ato de ingerência" sobre o inquérito, inclusive sob pena de afastamento do cargo.

A manifestação de Raquel Dodge foi enviada após solicitação do ministro do STF, Luís Roberto Barroso, relator do caso. No dia 20 último, o delegado Cleyber Lopes, da Polícia Federal, pediu ao Supremo a prorrogação do inquérito por 60 dias. 

Segovia, em entrevista no dia 9 deste mês, afirmou à Reuters que não havia encontrado indício de crime da parte do presidente da República no caso do decreto dos portos.


Orquestra de Brasília e o Coral 10 interpretam Cio da Terra
Governador do Pará diz que contas dos estados passarão por pente-fino
veja +
Proposta reserva vagas de instituições de ensino para pessoas com deficiência
Câmara analisa propostas para deduzir do IR despesas com remédios, óculos e próteses
Ibaneis disse que vai "colaborar" para a aprovação da reforma previdenciária
veja +