Juiz condena outro juiz a 52 anos de prisão

autor Misto Brasília

Postado em 20/02/2018 19:39:47 - 19:34:00


Juiz Flávio Roberto de Souza que foi condenado a 52 anos de prisão/Arquivo/Reprodução TV

Condenado foi acusado de lavagem de dinheiro e é o mesmo que usou o Porsche de Eike Batista

O juiz Flávio Roberto de Souza – que ficou conhecido ao ser flagrado usando o Porsche Cayenne apreendido de Eike Batista –foi condenado a 52 anos e 2 meses de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. Os recursos milionários estavam sob custódia da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Na época, Flávio Roberto era juiz federal titular da vara.

Segundo o site Jota, O juiz federal Gustavo Pontes Mazzocchi, da 2ª. Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro determinou a perda do cargo público ou de eventual aposentadoria que tenha sido aplicada, além do ressarcimento dos cofres públicos em R$ 599 mil.

Souza foi alvo de duas sentenças proferidas por Mazzocchi entre os dias 16 e 19 de fevereiro. Na primeira, Flávio Roberto desviou R$ 106 mil que estavam à disposição da Justiça Federal em função da venda de veículos apreendidos do traficante espanhol Oliver Ortiz, preso na Monte Perdido. Por esse desvio, ele é acusado de peculato. O processo que documenta a venda dos bens foi, inclusive, destruído pelo magistrado, conduta que foi objeto de denúncia já oferecida pelo Ministério Público Federal.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +