Juiz condena outro juiz a 52 anos de prisão

autor Misto Brasília

Postado em 20/02/2018 19:39:47 - 19:34:00


Juiz Flávio Roberto de Souza que foi condenado a 52 anos de prisão/Arquivo/Reprodução TV

Condenado foi acusado de lavagem de dinheiro e é o mesmo que usou o Porsche de Eike Batista

O juiz Flávio Roberto de Souza – que ficou conhecido ao ser flagrado usando o Porsche Cayenne apreendido de Eike Batista –foi condenado a 52 anos e 2 meses de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. Os recursos milionários estavam sob custódia da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Na época, Flávio Roberto era juiz federal titular da vara.

Segundo o site Jota, O juiz federal Gustavo Pontes Mazzocchi, da 2ª. Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro determinou a perda do cargo público ou de eventual aposentadoria que tenha sido aplicada, além do ressarcimento dos cofres públicos em R$ 599 mil.

Souza foi alvo de duas sentenças proferidas por Mazzocchi entre os dias 16 e 19 de fevereiro. Na primeira, Flávio Roberto desviou R$ 106 mil que estavam à disposição da Justiça Federal em função da venda de veículos apreendidos do traficante espanhol Oliver Ortiz, preso na Monte Perdido. Por esse desvio, ele é acusado de peculato. O processo que documenta a venda dos bens foi, inclusive, destruído pelo magistrado, conduta que foi objeto de denúncia já oferecida pelo Ministério Público Federal.


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Tempestade provoca inundação em Brasília neste domingo
veja +
Governador do Piaui aposta na unificação de pautas entre os estados
Ibaneis anuncia 37 parques nos próximos anos na entrega do Lago Cortado
LDO prevê salário mínimo de R$ 1.040 em 2020, com correção apenas pela inflação
veja +