Operador da Lava Jato é foragido em Portugal

autor Misto Brasília

Postado em 02/02/2018 14:32:07 - 14:26:00


Empresário Raul Schmidt será extraditado por decisão da justiça portuguesa/Arquivo/Espresso

Tribunal de Relação de Lisboa diz que Raul Schmidt tem passaporte apreendido e não ficava em casa

A Justiça portuguesa divulgou que o luso-brasileiro Raul Schmidt, apontado como um dos operadores do esquema descoberto pela operação Lava Jato, está foragido, informa a BBC.

"Tendo mandado averiguar, a polícia nunca o encontrou em casa", revelou o Tribunal da Relação de Lisboa. Segundo a corte, Schmidt, que tem cidadania portuguesa, estava proibido de se ausentar do país sem autorização do Tribunal, e seu passaporte estava apreendido.

Além disso tinha que se apresentar semanalmente, aos domingos, na polícia, mas "desde a última decisão do Tribunal Constitucional, segundo informações policiais, vinha faltando às apresentações, enviando seu advogado para o processo de atestados médicos", acrescenta o comunicado.

Na semana passada, a Justiça portuguesa autorizou a extradição de Schmidt ao Brasil. A decisão foi tomada em última instância, sem possibilidade de recurso, segundo informou o procurador da Lava Jato, Diogo Castor de Mattos, responsável pelo caso no Brasil.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Schmidt intermediou pagamentos de propina para ex-gerentes e ex-diretores da Petrobras por meio de contas no exterior. Também teria atuado ilegalmente em favor de empresas estrangeiras interessadas em contratos para a construção de plataformas de petróleo.


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +