MP pede continuação de processo contra Barata Filho

autor Misto Brasília

Postado em 29/01/2018 19:38:56 - 19:35:00


A suspeita é de que Barata iria fugir para Portugal com dinheiro no bolso/Arquivo

Caso se refere a prisão do empresário do transporte por evasão de divisas com R$ 50 mil em 3 moedas

O Ministério Público Federal (MPF) defendeu a continuidade da ação penal contra o empresário do setor de transportes Jacob Barata Filho por evasão de divisas. O processo tramita no Superior Tribunal de Justiça no caso em que ele foi preso em flagrante no âmbito da Operação Ponto Final, em 2 de julho do ano passado, tentando embarcar para Portugal com cerca de R$ 50 mil em três moedas (euros, dólares e francos suíços).

Para os advogados de defesa, a conduta do empresário seria mero ilícito administrativo. Para os procuradores, houve clara tentativa da prática de evasão de divisas. Além da evasão de divisas, Barata Filho é acusado de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, crimes contra o sistema financeiro e formação de organização criminosa no estado do Rio de Janeiro.

Barata Filho integra o quadro societário de mais de 25 empresas do ramo de transportes no Rio de Janeiro e, por isso, é conhecido como rei do ônibus. Ele é acusado de pagar mais de R$ 270 milhões em propina para agentes públicos, incluindo o ex-governador Sérgio Cabral (MDB). 


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
Comissão aprova isenção de IPVA a ex-proprietário de veículo
Excesso de peso em bagagens no transporte aéreo pode ter novas regras
veja +