Concurso da CLDF terá questões mais complexas

autor Misto Brasília

Postado em 25/01/2018 18:54:30 - 18:48:00


Empresa organizadora do concurso da CLDF ainda não foi escolhida/Arquivo/Divulgação

Previsão é de que o número de inscritos ultrapasse a 100 mil, mas nomeações só vão ocorrer em 2019

A comissão de concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) ainda não concluiu a análise das seis propostas das empresas (Cebraspe, FCC, Quadrix, Funrio, Idip e AOCP) que disputam o contrato para organização do concurso público. Este trabalho deve prosseguir nos próximos dias. Mesmo com os cuidados extras para evitar uma nova suspensão, o certame vai acontecer neste semestre, mas as nomeações só vão ocorrer em 2019. É que a legislação impõe limites para nomeações e contratação de agentes públicos durante o período eleitoral.

O Misto Brasília divulgou na semana passada que nesta semana a Mesa Diretora poderia receber a ordem de classificação das concorrentes elaborada pela comissão, mas hoje informou-se que a equipe ainda está na avaliação técnica. Nesta fase, os cuidados são a capacidade técnica da futura organizadora (know-how), experiência, histórico e seus títulos, documentação, comprovação de certames que já foram realizados, aspectos fiscais da empresa e o preço do serviço - que é um critério de desempate na escolha pela Câmara Legislativa.

Outra questão é a competência da empresa na elaboração das provas que devem ter questões mais complexas e exigentespara selecionar candidatos mais preparados para as tarefas legislativas. A comissão prevê que mais de 100 mil pessoas devem se inscrever no concurso público, que é um dos mais esperados do Brasil.

O número de vagas (86) para contratação imediata deverá permanecer, assim como a formação de um cadastro de reserva. Os conteúdos dos editais de concurso serão os mesmos do certame suspenso pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal. O TCDF fez pequenas observações nos editais, que devem ser cumpridos pela CLDF.


AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
Governador gaúcho diz que está comprometido com as reformas
veja +
Deputados questionam propostas da Frente Parlamentar do Livre Mercado
Ibaneis diz que Brasília será um grande centro de distribuição para o Brasil
Senadores comentam crise no governo Bolsonaro
veja +