Defensoria do Rio afirma que indulto de Temer é constitucional

autor Misto Brasília

Postado em 05/01/2018 10:44:02 - 10:37:00


O decreto de indulto de Natal de Temer continua dando pano pra manga no Judiciário/Arquivo

Órgão entrou com uma ADI no Supremo a favor do decreto que atende também corruptos da Lava Jato

A Defensoria Pública do Rio de Janeiro pediu para ingressar como amicus curiae na ADI 5.874 e que o decreto de indulto natalino, proposto pelo presidente Michel Temer (PMDB), seja declarado constitucional. O pedido ocorre alguns dias após a Procuradoria-Geral da República ter movido ação direta de inconstitucionalidade contra o decreto, e que foi parcialmente aceito pela presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia.

A supressão de trechos da norma acabou por atingir toda a massa carcerária, impedindo, na prática, que presos comuns tenham acesso ao benefício. O decreto também beneficia corruptos condenados no âmbito da Lava Jato.

Para a Defensoria Pública, segundo informou o site Conjur, não há nada de inconstitucional no Decreto 9.247/17, editado em dezembro pelo presidente. Ao contrário, são as medidas restritivas que afrontam a Constituição, com ao menos três consequências imediatas: o incremento exponencial da retenção carcerária; a impossibilidade de abertura de novas vagas no superlotado sistema prisional e a impossibilidade de concessão não somente do indulto, mas também da comutação de pena, ainda que esse instituto não tenha sido objeto da impugnação do Ministério Público.


Misto Brasília apresenta novo layout e programação
AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
veja +
Acordo permite votação de PEC sobre arrendamento de terras indígenas na terça-feira
Maia defende compromisso do Parlamento com preservação ambiental
Governadores Ibaneis Rocha (DF) e Ronaldo Caiado (GO) firmam parceria na área de transporte
veja +