Empresa hospitalar do Maranhão abre mil vagas em concurso

autor Misto Brasília

Postado em 11/12/2017 21:23:07 - 21:18:00


Hospital do Câncer do Maranhão que pertence a Emserh/Arquivo/Divulgação

Há vagas para a administrativa, enfermagem e também para a médica, como pediatra

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares do Maranhão (Emserh) divulgou, nesta segunda-feira (11), a abertura de três editais de concurso público para preencher mil vagas em diversos cargos de ensino médio e superior.

As inscrições começam nesta sexta-feira (15) e seguem até o dia 09 de janeiro de 2018, no endereço eletrônico oficial do www.institutoaocp.org.br.

As oportunidades são para os cargos de Analista Administrativo (44 vagas), Jornalista (05 vagas), Advogado (02 vagas), Assistente Administrativo (30 vagas), Médico Psiquiatra (04 vagas), Médico Pediatra (10 vagas), Médico da área de Ortopedia (07 vagas), Médico – Área de Ginecologia e Obstetra (09 vagas), Médico Endocrinologista (13 vagas), Médico – Clínica Médica (09 vagas), Médico Cardiologista (08 vagas), Biomédico (15 vagas), Bioquímico (10 vagas), Enfermeiro (30 vagas), Enfermeiro – UTI Neonatal (10 vagas), Enfermeiro – UTI Adulto (10 vagas), Enfermeiro – Obstetra (10 vagas), Farmacêutico (60 vagas), Fisioterapeuta (28 vagas), Fisioterapeuta UTI Pediátrica-Neonatal (10 vagas), Fonoaudiólogo (15 vagas), Nutricionista (20 vagas), Odontólogo (15 vagas), Psicólogo (15 vagas), Terapeuta Ocupacional (15 vagas), Técnico de enfermagem (560 vagas) e Técnico em Saúde Bucal (26 vagas).

As provas objetivas referentes ao Concurso Público serão realizadas nas cidades de Balsas (MA), Barra do Corda (MA), Caxias (MA), Codó (MA), Imperatriz (MA), Itapecuru (MA), Pinheiro (MA), Presidente Dutra (MA), Rosário (MA), Santa Inês (MA), São João dos Patos (MA), São Luís (MA), Timon (MA) e Zé Doca (MA). 


AO VIVO TV Brasil
Derrubada de árvore que provocou uma ação popular de R$ 50 milhões
veja +
LDO prevê salário mínimo de R$ 1.040 em 2020, com correção apenas pela inflação
Enfermagem pede lei que garanta jornada de 30 horas semanais
Senado quer explicação de ministro sobre vídeo favorável ao golpe militar
veja +