Mais oito da quadrilha da fraude de concursos são denunciados

autor Misto Brasília

Postado em 22/11/2017 19:54:50 - 19:49:00


Envolvidos podem ser condenados também a pagamentos/Arquivo

Ministério Público pede que a justiça determine também pagamento de R$ 2,7 milhões pelos prejuízos

Oito pessoas foram denunciadas hoje (22) à justiça do Distrito Federal por organização criminosa e fraudes em concursos públicos a partir da segunda fase da Operação Panoptes. Em setembro, outras quatro pessoas já haviam sido denunciadas pelo Ministério Público pelos crimes de organização criminosa, fraudes em certames de interesse público e falsificação de documento público.

A denúncia contra Hélio Ortiz, Bruno Ortiz, Johann Gutemberg e Rafael Rodrigues, já foi recebida pela Vara Criminal de Águas Claras

Dos oito denunciados (os nomes não foram divulgados), um deles já trabalhou na banca examinadora Cespe e promovia a retirada das folhas de respostas dos candidatos beneficiários da fraude, da sala cofre, para posterior preenchimento. Os demais estavam envolvidos em captar clientes, negociar as vagas e viabilizar o êxito das vendas.

Segundo informou a assessoria, o MP pede a condenação dos denunciados ao pagamento de R$ 2,7 milhões pelos prejuízos decorrentes dos crimes praticados: lesões à fé pública e à administração pública, e ainda à confiabilidade das instituições responsáveis pelos certames, bem como a perda de bens ilícitos eventualmente apreendidos, em favor da União.


Ibaneis bate boca com deputados distritais da oposição sobre escolas militares
AO VIVO TV Câmara Legislativa
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +