Delação de Cunha pode ser rejeitada e pena aumentada

autor Misto Brasília

Postado em 18/11/2017 07:53:06 - 07:49:00


Delação de Cunha está em banho-maria na Procuradoria-Geral/Arquivo

A situação jurídica do deputado está complicada na PGR e deve ficar pior no TRF da 4ª. Região

Deverá ser rejeitada a delação feita pelo deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, estaria decidida a rejeitar a proposta, porque ela não acredita no que ele diz e não esquece os ataques feitos pelo ex-deputado ao Ministério Público.

O fracasso das tratativas atormenta a defesa do ex-presidente da Câmara. Enquanto isso, na terça-feira (21), o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, vai apreciar os recursos do ex-deputado contra a pena aplicada pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Não seria nenhuma surpresa se a pena de prisão de 15 anos e 4 meses, por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, seja ampliada. Em março passado, foi a primeira condenação efetiva de Cunha, até então sem antecedentes criminais.


Misto Brasília apresenta novo layout e programação
AO VIVO - Câmara Legislativa do DF
veja +
Acordo permite votação de PEC sobre arrendamento de terras indígenas na terça-feira
Maia defende compromisso do Parlamento com preservação ambiental
Governadores Ibaneis Rocha (DF) e Ronaldo Caiado (GO) firmam parceria na área de transporte
veja +