Maioria dos países não possui ministério da cultura

autor Misto Brasília

Postado em 17/05/2016 13:28:27 - 13:21:00


0

Entre eles, França, México, Espanha, Uruguai e Estados Unidos

Os artistas foram às ruas. Há protestos virtuais e reais. Criou-se uma polêmica por conta da extinção do Ministério da Cultura, que agora passa a ser uma secretaria subordinada ao Ministério da Educação no governo provisório de Michel Temer.

Vários países que servem de referência para o Brasil, no entanto, não possuem uma pasta da cultura com o status de ministério.

A França, por exemplo, possui 16 ministérios, entre os quais o da Cultura e Comunicação, integrados a uma mesma pasta. Na Alemanha há 15 ministérios. A cultura não está entre eles.

Os Estados Unidos da América têm 15 ministérios. A cultura não está contemplada, assim como no Japão, que reúne cinco áreas como a ciência e tecnologia, desporto, educação e cultura num mesmo ministério.

A Espanha tem 13 ministérios e a cultura está contemplada num mesmo ministério - o da Cultura, Educação e Esporte. O Uruguai também não possui um ministério da cultura.

Na Itália, o número de ministérios chega a 17, mas o da cultura não foi criado.

No México, existem 19 ministérios. A cultura tem status de secretaria.

Os ministérios da Cultura foram criados em Cuba, que tem 22 ministros; na Venezuela, que 30; e na Argentina, que reúne 21 ministérios.

A foto é de Assis Garcez e registra o protesto  de artistas que ocupam o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan), em Curitiba. A principal reivindicação é pela preservação do Ministério da Cultura (MinC)


Temer diz em pronunciamento que torce pelo novo presidente
Governadores eleitos e reeleitos entregam carta a Bolsonaro
veja +
Pré-sal, royalties, precatórios e Jovem Senador são destaques do Plenário
Kajuru vai propor medidas para investigar a CBF
Universidades apoiam criação de fundo patrimonial, mas criticam trechos da MP 851
veja +